Pesquisar no site

 

José Rodrigues dos Santos

Um poder que temos é forçar governos a ceder

  • Nome: José António Afonso Rodrigues dos Santos
  • Idade à data da entrevista: 42 anos. Nascido a 1 de Abril de 1964.
  • Local de nascimento: Beira, Moçambique
  • Habilitações académicas: Doutorado em Comunicação Social (pela Un. Nova de Lisboa)
  • Órgão de comunicação social em que trabalha: RTP
  • Órgãos de comunicação social onde já trabalhou: Teledifusão de Macau, BBC, RTP.
  • Data em que se iniciou na profissão: 1981
  • Estatuto profissional: Jornalista do Grupo VI
  • Profissão dos pais:
  • Pai: Médico
  • Mãe: Farmacêutica
  • Entrevistado em 21 de Novembro de 2006.

A marcação da entrevista evidencia logo uma cuidadosa gestão do tempo. O que não admira, quando se é, simultaneamente, apresentador de um Telejornal, professor universitário e escritor. Essa é, provavelmente, a explicação para a escolha da RTP como local de encontro. A conversa acaba por decorrer na recepção, com um televisor ligado em fundo. Rodrigues dos Santos fora, pouco antes, entrevistado pelo jornal “Sol”, que lhe traçara o perfil, e tem o seu percurso bem presente na memória. Embora com a noção do tempo bem presente – vai apresentar o Telejornal – não mostra impaciência perante as inúmeras perguntas. Classificando-se como “solitário”, explica pela sua idiossincrasia, não por princípio, o facto de ter decidido nunca votar. Caracteriza-se também como “pragmático” – e demonstra um evidente talento diplomático ao narrar a gestão de algumas crises internas que teve de enfrentar. No final da entrevista, fica a noção de alguém que faz, a cada momento, a análise concreta da situação concreta. Noção que se reforça perante a revisão que faz da entrevista – oportunidade dada a todos os entrevistados – introduzindo-lhe uma maior reserva. Consequência, talvez, da sua perfeita consciência de que um jornalista é uma pessoa pública.

Diana Andringa